As reuniões do Grupo Oficina Literária de Piracicaba são realizadas sempre na primeira quarta-feira do mês, na Biblioteca Municipal das 19h30 às 21h30

SEGUIDORES

MEMBROS DO GOLP

MEMBROS DO GOLP
FOTO DE ALGUNS MEMBROS DO GOLP

sábado, 25 de agosto de 2012

Que livro você está lendo?



Escritora e poetisa Marisa Filleti Bueloni

Na verdade, estou relendo o "Diário" da Irmã Faustina Kowalska, já canonizada pelo papa João Paulo II. ("Diário" - A Misericórdia Divina na minha alma - Irma Maria Faustina Kowalska- 473 pgs).
Trata-se de um diário belíssimo, que a santa polonesa escreveu para divulgar a mensagem da Divina Misericórdia.
Irmã Faustina é conhecida no mundo inteiro como "a apóstola da Misericórdia de Deus" e é considerada uma integrante do grupo dos grandes místicos da Igreja.
Desde muito cedo, sentiu o chamado à vocação. Mas bateu em muitas portas de conventos até ser recebida, no dia 1º de agosto de 1925, na Congragação das Irmãs de Nossa Senhora da Misericórdia, em Varsóvia.
Nascida Helena, na Congregação recebeu o nome de Irmã Maria Faustina.
A vida de santa Faustina está muito bem detalhada neste belíssimo "Diário". Nosso Senhor concedeu muitas graças a ela, como o dom da contemplação, o profundo conhecimento do mistério da Misericórdia de Deus, as visões, as aspirações, os estigmas escondidos, o dom da profecia, de discernimento e o dom só raramente concedido dos esponsais místicos. É conhecida como a "secretária da Divina Misericórdia".
Numa das páginas de seu "Diário", escreveu irmã Faustina:"Nem graças, nem aparições, nem êxtases, ou qualquer outro dom que lhe seja concedido torna a alma perfeita, mas sim a união íntima com Deus. (...) A minha santidade e perfeição consistem na união estreita da minha vontade com a vontade de Deus" (D. 1107).
Faustina escreveu um diário de grande inspiração para a fé cristã, valioso também para todos os que desejam conhecer o que o Céu concede a uma alma. "A paciência,a oração, o silêncio - eis o que fortalece a minha alma" - escreveu ela. E ainda: "Se existe na terra uma alma verdadeiramene feliz, é apenas a alma verdadeiramente humilde".
Irmã Faustina faleceu em fama de santidade em 5 de outubro de 1938, aos 33 anos de idade e 13 de profissão religiosa.
A festa da Divina Misericórdia é celebrada no primeiro domingo depois de Páscoa, com o sentido teológico de mostrar a estreita união que existe entre o mistério pascal da Redenção e o mistério da Misericórdia de Deus.
O "Diário" da irmã Faustina Kowalska é um belo clássico da literatura católica, editado pela Congragação dos Padres Marianos. 

Nenhum comentário: