As reuniões do Grupo Oficina Literária de Piracicaba são realizadas sempre na primeira quarta-feira do mês, na Biblioteca Municipal das 19h30 às 21h30

SEGUIDORES

MEMBROS DO GOLP

MEMBROS DO GOLP
FOTO DE ALGUNS MEMBROS DO GOLP

terça-feira, 29 de maio de 2012

FORMANDO JOVENS COM INTELIGÊNCIA



     Mayara Lisboa
 ( 2º ano EM – Colégio Salesiano Assunção- aulas de redação da profª Christina A. Negro Silva)

            Os jovens estão se tornando cada vez menos reflexivos, pois atualmente parece ser mais interessante se apresentar ao grupo como tendo menos cultura e mais esperteza. Os heróis atuais são aqueles que demonstram ao público que conseguem atingir seus objetivos sem precisar dedicar muito de seu tempo aos estudos.
            Para que estudar quando se conhece um Neymar que pouco estudou e é milionário, ou um ex-presidente do país que fez supletivo ou para que analisar as profundas letras de Gil ou Caetano, quando a “humilde residência” do Michel Teló caiu no gosto de todo Brasil ? Os programas de TV e as celebridades que neles se apresentam acabam indicando, de forma intencional ou não, que o sucesso mais interessante não é o acadêmico.
            Os jovens precisam se desfazer da imagem que possuem dos alunos estudiosos e que tiram boas notas, como se todos eles fossem “nerds”,  chatos, que sabem tudo e não socializam nada. Quando isso acontecer os chamados “folgados” não serão mais o centro das atenções e nem se tornarão grandes lideranças para o grupo.
            Para escola ter a mínima chance de mudar esse jogo precisa jogar com uma equipe melhor preparada, ou seja, precisa ter professores “antenados”, que organizem palestras, usem tecnologias a favor da educação, preparem atividades práticas, comentem trechos literários, manchetes e artigos de jornais ou assistam aos programas que os jovens assistem para estimulá-los  ao estudo prazeroso, às curiosidades pelos vários assuntos e que  mostrem diariamente que é possível ser estudioso, inteligente e ,ao mesmo tempo, popular e engraçado.
            Contudo, os responsáveis pelas políticas públicas da Educação e a sociedade civil devem dar sua parcela de contribuição para a melhoria das escolas, pois para termos professores como os citados é preciso mais investimentos em Educação, em propagandas em favor dos estudos e na formação de jovens conscientes.
                                                           

Um comentário:

Dirce Ramos de Lima disse...

Concordo a aplaudo tudo que está escrito aqui,mas, é preciso considerar as diferenças individuais, que sempre exitiram.
Tudo que fazemos e cremos gira em torno da felicidade!
Se alguém é feliz cantando que cante e assim por diante.
A vida é complicada, o mundo habitado por pessoas de vários pensamentos, sentimentos,emoções.
Sempre digo que admiro e agradeço mais aos cientistas do que quaisquer outros profissionais mas sempre sigo a onda e me envolvo com atualidades diversas.
Sinto, como muitos outros, falta de espaço e interesse dos chamados intelectuais para debates desses assuntos.
Aceite meus sinceros elogios!