As reuniões do Grupo Oficina Literária de Piracicaba são realizadas sempre na primeira quarta-feira do mês, na Biblioteca Municipal das 19h30 às 21h30

SEGUIDORES

MEMBROS DO GOLP

MEMBROS DO GOLP
FOTO DE ALGUNS MEMBROS DO GOLP

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Meninos Cotidianos

MENINOS COTIDIANOS
Carlos Moraes Junior

Impossibilidade de ser... Quando o subjetivo se distorce e o objetivo vai derretendo no meio da lava do egoísmo. Impossibilidade de ser como aquelas pessoas que andam de noite pelas ruas, tiritando dentro do pouco de roupa que tenta cobrir um tanto de gente enjoada de viver, carente de ser. E na verdade eles são tão pouco! Pobres. Somente pobres, inexistentes, invisíveis, porque o dinheiro só dá para matar a fome. Pobres somente que matam a vida em qualquer lugar: embaixo das pontes e dos viadutos.
Meninos mal-vestidos que amanhecem nas ruas fumando crack, mulas humanas cansadas, catadores de papelão, que puxam até tarde seus carrinhos, para poderem juntar uns centavos para comprar pão com mortadela. Impossibilidade de ser, de ter sem nada ser. Utopia dos jogos de loteria e daqueles tênis espantosos brilham nas vitrines das lojas.
Meninos de narizes esborrachados na vitrine só podem ver, sem sentir, sem a possibilidade de concretizar o sonho. E a vida sem presente e sem futuro, a vida sem vida, a morte em vida faz deles poderosos vingadores, que não temem nada porque são heróis que tentam fugir desse moto-contínuo, mas terminam sempre no mesmo lugar e do mesmo jeito.
Meninos que têm hora marcada para nascer e para morrer. Meninos de vida insana, insensata e curta. Meninos pobres que descobrem muito depressa que é o homem e não Deus, quem tem o poder de marcar seu destino e seu tempo final. Meninos pobres, pobres meninos habitantes de um universo sem sentido. Vida vibrante, dissociada e curta. Vida de menino pobre que chegará sempre no mesmo lugar e do mesmo jeito. Enquanto o redor assiste esta representação mal-feita, mal ensaiada e sem talento da violência do nosso cotidiano.

Um comentário:

Elda Nympha Cobra disse...

MEU AMIGO E GRANDE ENTUSIASTA DA LITERATURA E PRESIDENTE DO CLUBE DOS ESCRITORES, CONTINUE ESCREVENDO COISAS TÃO BELAS, PROPRIAS DA SUA GRANDE CAPACIDADE INTELECTUAL E SENSIBILIDADE.

ELDA NYMPHA COBRA SILVEIRA