As reuniões do Grupo Oficina Literária de Piracicaba são realizadas sempre na primeira quarta-feira do mês, na Biblioteca Municipal das 19h30 às 21h30

SEGUIDORES

MEMBROS DO GOLP

MEMBROS DO GOLP
FOTO DE ALGUNS MEMBROS DO GOLP

terça-feira, 13 de abril de 2010

EGRÉGORA



Egrégora
Ivana Maria França de Negri

Muitos devem estar se perguntando: que raio de palavra é essa? Egrégora pode ser definida como o somatório das energias físicas, mentais, emocionais e espirituais que se misturam e se acumulam como nuvens, pairando invisivelmente sobre nossas cabeças. São as formas-pensamentos coletivas que se formam nas relações grupais.
Estão presentes em todos os lugares em que grupos, com afinidades e anseios comuns, se reúnem, como nos clubes, igrejas, empresas, nas associações, quando todas as energias se juntam formando uma entidade única e poderosa. E nos lares também.
Como nuvens voejando sobre nós, quando demasiado espessas, “chovem” expandindo seu poder de ação. As nuvens do céu se formam com o acúmulo de gotinhas d´água. As egrégoras se formam com o acúmulo dos pensamentos afins.
Nestes tempos turbulentos em que as pessoas têm muito medo da violência, vivem acuadas e não confiam umas nas outras, as auras tornam-se escuras, densas, e a humanidade toda vai se banhando nelas.
Pessoas mais evoluídas, de pensamentos puros e cheias de luz, mantêm suas auras mais acima dessas nuvens turvas e não são atingidas pela negatividade..
A eterna luta maniqueísta entre o Bem e o Mal manifesta-se diariamente nas diversas egrégoras que se formam. Elas são invisíveis e somente alguns, com sensibilidade apurada, conseguem visualizá-las.
No conceito místico filosófico, todo pensamento e emoção gerados por grupos, têm energia própria e podem circular livremente por qualquer ambiente.
A egrégora tem um grande poder porque é um concentrado de energias. E para ali convergem os espíritos com afinidades.
Num local onde são vendidas e consumidas bebidas alcoólicas, a energia é ruim e atrai bêbados encarnados e desencarnados que desejam saciar sua sede de álcool. Os encarnados sorvem a bebida e os desencarnados sugam a embriaguez do espírito.
Num hospital, a aura é a da cura, e tudo conspira para ajudar nesse processo. Assim como em reuniões regadas a bebidas, sexo e drogas, o ambiente carregado atrai acontecimentos ruins.
Numa igreja ou num culto, o intuito é ajudar, passar boas palavras e a egrégora nesses lugares é invariavelmente boa e como ela se alimenta dos mesmos pensamentos que a criaram, faz com que mais e mais energia seja gerada para abastecê-la. Assim, egrégoras nascidas de sentimentos de ódio e raiva exigem cada vez mais ódio e raiva para se fortificar. Ao passo que a egrégora criada por pensamentos benevolentes de amor e paz induz as pessoas nela agregadas a adotarem cada vez mais pensamentos amorosos e pacíficos.
As pessoas geralmente crêem que as ações são mais valiosas que os pensamentos, mas antes de realizar uma ação, há um pensamento anterior que a faz concretizar-se. Por isso a mente é poderosa, mas nós ainda não aprendemos a adestrá-la, a direcioná-la apenas para o lado bom.
Quando há incompatibilidade de egrégoras a pessoa fica desequilibrada, somatiza toda uma carga negativa gerando estresse, depressão, e num grau mais avançado, pode até originar enfermidades físicas.
Uma pessoa sozinha não consegue mudar uma aura negativa que foi criada através de muitas energias negativas juntas. Por isso é preciso juntar-se a grupos do bem para fortalecê-los, sempre canalizar as energias em algo positivo e benéfico para todos.

Nenhum comentário: