As reuniões do Grupo Oficina Literária de Piracicaba são realizadas sempre na primeira quarta-feira do mês, na Biblioteca Municipal das 19h30 às 21h30

SEGUIDORES

MEMBROS DO GOLP

MEMBROS DO GOLP
FOTO DE ALGUNS MEMBROS DO GOLP

quarta-feira, 25 de junho de 2014

EE PROFª CATHARINA CASALE PADOVANI


Direção – Christina Aparecida Negro Silva

Proposta de Redação - O Ensino Médio que queremos
Alunos das Professoras Margarete O. Pagotto e Karen de Melo Pedreira

1-      Jovens  no mercado de trabalho
      
Atualmente,  o mercado de trabalho pede ao candidato uma série de requisitos para que o mesmo possa ,futuramente, ter uma oportunidade de emprego e melhor renda. Para isso, tal “senhor” exige  que os jovens se qualifiquem em  cursos profissionalizantes, tenham ensino médio completo,dentre outros itens que dão aos candidatos certo destaque, e consequentemente, possam ser  melhor remunerados e ter uma boa colocação profissional. Alguns jovens, porém, não estão preparados, são  até desqualificados para os ofícios disponíveis,por falta de base.
O governo incentiva os jovens e adolescentes,  oferecendo cursos como o PRONATEC, uma brilhante ideia governamental, o qual prepara os alunos a partir dos 16 anos em cursos profissionalizantes de curta duração,  concomitantemente ao curso regular do Ensino Médio das escolas públicas. Há ainda as escolas técnicas profissionalizantes, tais como : ETEC , FATEC, SENAC, SENAI, as quais realizam tal formação, dando oportunidades aos jovens. Porém, se as escolas estaduais oferecessem cursos profissionalizantes dentro de sua grade curricular, o estudante teria um rumo a seguir, uma profissão já escolhida para o futuro.
Em suma, temos grandes oportunidades para o ingresso no mercado de trabalho, mas precisamos incentivos para que todos os jovens aprendam na idade certa para poder participar em igualdade na disputa para uma vaga no concorrido mercado de trabalho.

Nome do Aluno: Gabriel Almeida Costa
RG:56.686.102-1                                          
Idade do aluno: 15


2-      Jovens na Ativa

A participação cidadã dos jovens no ensino médio, poderia ser mais trabalhada, com o intuito de levá-los a entender a necessidade do voto como direito do cidadão de participar do processo de eleger alguém que o represente.
Em nossa escola, somos do grêmio estudantil, e temos uma eleição. Para tanto ,trabalhamos como candidatos apresentando projetos a todos os demais alunos, então, como nas eleições reais, todos escolheram os que mais lhe transmitiram confiança na realização das ideias propostas.
Uma forma de os jovens sentirem-se mais cidadãos seria participar de projetos para que os alunos interajam na comunidade onde convivem, ter uma vida ativa em relação à sociedade, de maneira que possa participar de outras atividades sociais  junto com os governantes, para a melhoria do bairro.
Contudo, para que estes “projetos” saiam do papel, é necessária a ajuda dos mestres das Escolas, dentro do currículo estabelecido, focar no aprofundamento de temas como liderança e participação ativa para que os alunos possam engajar-se, desde cedo ,no pleno exercício de sua  cidadania, na construção do Bem comum.

Nome do Aluno: Gabriela Monteiro
RG: 54.316.080-4                                    
Idade do aluno: 16


3 -      O caminho para o futuro

Pensemos no Ensino Médio como a porta para o futuro e o início de uma nova vida, a qual precisaremos  estar preparados e dispostos para as dificuldades e obstáculos que enfrentaremos até nos estabelecermos. Agora pensemos na escola como o meio de transporte para tudo isso. Será que esse meio e essa porta estão aptos para receber nós jovens, ou melhor ainda, será que a escola está preparada para nos incluir nesse futuro próximo?
A maioria de nós, como jovens do Ensino Médio das escolas públicas, nos preocupamos, agora mais do que nunca com o que viremos a fazer após a conclusão da escola, ou pelo menos é o que deveríamos fazer.  Como adolescentes críticos devemos exigir isso da escola, devemos cobrar que nos ensinem o que fazer ou não no primeiro emprego, como reagir com algumas críticas ou elogios e por último, mas não menos importante, a escola deve nos encaminhar para o mercado de trabalho e  mundo afora prontos  para o que “der e vier”.
O Ensino Médio é a etapa de fazermos uma das escolhas mais importantes para nossa vida: nós temos que escolher qual caminho seguir. E se a escola não nos mostra quais os caminhos, é difícil para nós tomarmos essa decisão sozinhos.Nossas escolhas certas dependem da Escola.
Portanto, é dever da escola nos preparar para o que nos espera fora dela e cabe a nós aproveitarmos essas oportunidades . Só assim , com preparo e vontade, poderemos encarar o futuro.
Nome do Aluno: Natália Pinheiro Pinto
RG: 53.217.311-9                                                       
Idade do aluno:14

4- Escola Não é Lugar Pra se Dormir, Mas Tem Seus Motivos

 Escola :um lugar onde passamos quase metade da nossa vida.Um lugar que é a base da nossa vida profissional;um lugar importantíssimo,mas que, muitas vezes, torna –se entediante.Não por falta de atividades pedagógicas ,mas sim por falta de entretenimento.
Há vários professores que planejam aulas  de maneira bem interessante,mas há também aqueles professores que não movem um dedo em relação a isso, continuam com a velha metodologia da lousa e giz.
É claro que o conhecimento é precioso e que o interesse por ele  tem que começar dentro de nós, muitas vezes,  a disciplina é bastante interessante,  mas quando o aluno entra na aula  “daquele professor” ,  ele desanima.
Nós, jovens, por mais que alguns tentem discordar, temos em comum a agitação.Sempre adoramos professores carismáticos e que , sempre que possível , planejam aulas interessantes e agitadas.
Portanto, o ensino médio que nós jovens queremos, não se trata só de  equipamentos  nas salas de aula,mas sim de professores  que procurem em si mesmos o seu amor pelo que fazem e que torne esse sentimento explícito no preparo de aulas para os jovens alunos.

Nome do Aluno: Elaíse Gabriele Martins
RG: 57.990.442-8                                         
 Idade do aluno: 14


Um comentário:

Flávia Ramos disse...

Parabéns aos alunos. Fico orgulhosa. Fui estudante nessa escola.
Abraços