As reuniões do Grupo Oficina Literária de Piracicaba são realizadas sempre na primeira quarta-feira do mês, na Biblioteca Municipal das 19h30 às 21h30

SEGUIDORES

MEMBROS DO GOLP

MEMBROS DO GOLP
FOTO DE ALGUNS MEMBROS DO GOLP

quarta-feira, 11 de abril de 2012

LEIO, LOGO,ESCREVO




Suzette Brossi e Bruna Cuéllar Oliveira- alunas do 2º ano EM – Colégio Salesiano Assunção – Aulas de Redação – profª Christina A. Negro Silva


Ler não é apenas “passar os olhos” por um texto, tomar conhecimento do conteúdo e não deixar passar detalhes da história ; ler é desenvolver criatividade e imaginação, adquirir conhecimentos e valores. Somos, de fato, aquilo que lemos, quem lê muito pouco não conhece o próprio mundo, não conhece os mundos com os quais pode sonhar.
Quantas vezes não ouvimos aquelas típicas expressões “leia mais”, “crie um hábito de leitura”, “pare de ler porcarias”, mas a vontade é pouca e a preguiça parece aumentar à medida que pegamos mais e mais textos. Contudo há um antídoto para este marasmo : podemos começar escrevendo posts de blogs, atualizações de status, mensagens de texto, mensagens instantâneas e outras semelhantes, que podem nos motivar a ler e a escrever, até que transformemos nosso ato de leitura em uma necessidade. De fato, nem tudo o que se lê vale a pena ou está bem escrito, principalmente na internet – onde os jovens escrevem de maneira coloquial e sem se preocupar com regras ortográficas - basta sabermos filtrar as diferentes informações que recebemos através de uma leitura mais crítica.

Em vista disso, é comum vermos professores de português usarem generalizações como “eles escrevem mal, porque não lêem”, contudo isso não se aplica a todos: há aqueles que confirmam escreverem mal por não levarem a leitura a sério, mas há também exceções alguns dizem que mesmo “lendo bastante” ainda assim a escrita não melhora, poucos, porém são aqueles que lêem muito – com seriedade - mas escrevem mal, a escrita depende da leitura e vice-versa ambas se completam! Isabela Caroni, jornalista e escritora, disse "é importante para os jovens a oportunidade de conhecer os clássicos da literatura, ler ensina a pensar e refletir. Quem lê pode emitir opiniões universais, mas também é fundamental que se conheça os best-sellers da atualidade". Dialogando com a escritora, vale tudo na hora da leitura.

Então, é bom para o leitor tomar contato com novas formas lingüísticas, enriquecendo assim seu vocabulário e descobrindo novos mundos. Ampliar os conhecimentos assim é uma das mais infalíveis formas de nos levar a uma escrita impecável, afinal quem lê, vê mais, sonha mais, decide melhor, governa melhor, escreve melhor; com a leitura é possível melhorar muitos dos atos que valorizamos e praticamos.

Nenhum comentário: