As reuniões do Grupo Oficina Literária de Piracicaba são realizadas sempre na primeira quarta-feira do mês, na Biblioteca Municipal das 19h30 às 21h30

SEGUIDORES

MEMBROS DO GOLP

MEMBROS DO GOLP
FOTO DE ALGUNS MEMBROS DO GOLP

GOLP

GOLP
Com o escritor Ignacio Loyola Brandão

GOLP

GOLP
Reunião na Biblioteca

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

PARA O DIA DO PROFESSOR


Lídia Sendin

As escolas formadoras despejam milhares de professores no mercado de trabalho todos os anos, prontos para uma nova profissão, mas entre tantos que começam, poucos são os que continuam, e entre os que continuam pouquíssimos são os que realmente são educadores, no sentido real da palavra, isto é, que conduzem e que são pedagogos, que levam a criança à educação.
Assim, estamos em outubro para homenagear alguns que se destacaram nesta vontade de ensinar, de conduzir, de fomentar mais perguntas nas cabecinhas infantis, porque é com perguntas que se acende a luz do querer saber.
Sei que temos que batalhar também pela profissão, melhores salários, melhores escolas e tudo que os noticiários não se cansam de apregoar como responsabilidade dos nossos alienados dirigentes.
Sei também que uma boa infraestrutura daria um melhor suporte a quem quer educar.
Porém, hoje é dia de festejar, porque mesmo que os que deveriam valorizar esta profissão não o façam, vamos nos alegrar com os que sabem que ainda temos entre nós os que colocam o coração e a esperança em cada passo do conhecimento e que fazem da experiência do aprendizado um afetivo momento em cada cabecinha ávida de saber.
E que Deus ajude cada educador brasileiro, que com o pouco que lhe é dado consegue levar adiante essa missão de formar o futuro do Brasil.

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

04 de outubro: Dia de São Francisco de Assis


Para São Francisco
Olivaldo Junior

Para São Francisco,
o canário, o alpiste,
a vassoura, o cisco,
que um poeta triste
quer correr o risco
de saber que existe...

Para São Francisco,
verso e prosa a gosto,
que sequer eu pisco
quando o sol do rosto
do melhor Francisco
em meu verso é posto!...

Para São Francisco,
minha "vista" gasta,
meu abraço arisco,
o que se contrasta
quando tudo arrisco
e Francisco basta.

quinta-feira, 27 de setembro de 2018

REBANHO

Arte por Parte


Lídia Sendin

Passo por onde todo mundo passa,
Em meio à solidão,
Sem sexo, sem cor e sem raça,
Penetro a multidão.

No vai e vem dos corpos,
Olhos perdidos,
Quase se tocam na passagem,
Mas são contidos,
Seguem viagem.

Andando ao largo,
Movem-se em onda arremetida,
Sem direção, mas sem embargo,
Cada um em sua estrada preferida.
Andam sem saber se é o bem ou o mal
Que envolve aquela massa,
Uniforme corrente social.

Apenas andam, ou se movem.
Não esperam nada,
Não se alegram, nem se comovem.
Seguem apenas seu instinto de manada.

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

E vem aí a terceira edição da FLIPIRA - Festa Literária de Piracicaba


Data: 19, 20 e 21 de outubro


Data: 19, 20 e 21 de outubro

PROGRAMA (sujeito a alterações)

Venda de livros pelo Recanto dos Livros – Domingo dia 21 de outubro, entorno do Casarão do Turismo -  renda destinada ao Lar dos Velhinhos.  (valores $5 e $10 ) 

Exposição “PIRACICABA EM LETRAS E IMAGENS” durante o mês de outubro no Casarão do Turismo - Rua do Porto, 1433 – Parque da Rua do Porto 

Exposição: "UM RECORTE SOBRE A OBRA DE THALES CASTANHO DE ANDRADE E SEU LIVRO SAUDADE" - curadoras da exposição: Sonia Maria De Stéfano Piedade e Carmen Pilotto  do dia 19 de outubro a 17 de novembro na Biblioteca Municipal de Piracicaba “Ricardo Ferraz de Arruda Pinto” Rua Saldanha Marinho, 333 - Centro

Dia 19 (sexta-feira)
Biblioteca Municipal “Ricardo Ferraz de Arruda Pinto”- Rua Saldanha Marinho, 333 - Centro

19 h - Cerimônia oficial de abertura do evento com a participação de autoridades e palestra do professor e historiador Armando Alexandre dos Santos. Tema: “Homero, Camões, Cervantes & Cia: o segredo da sua atualidade” – 40 minutos

Abertura da exposição   "Um recorte sobre a obra de Thales Castanho de Andrade e seu livro Saudade" - curadoras da exposição: Sonia Maria De Stéfano Piedade e Carmen Pilotto. 

 Lançamento do livro infantil “A Baratinha Assanhada e o Gafanhoto Arteiro” das escritoras Carmen Pilotto e Ivana Negri. 

Coquetel de abertura
(para a sessão solene e palestra fazer reserva com Raquel - 983-456461)

Dia 20 (sábado)
Casarão do Turismo  - Rua do Porto, 1433 – Parque da Rua do Porto 

9 às 13 h –Abertura da exposição de painéis  “Piracicaba em Letras & Imagens”
Instituto Beatriz Algodoal - Rua São José, 446, centro - reservas pelo telefone 983-456461 com Raquel

15 hMomento “Castro Alves”, protagonizado pelos escritores Esio Antonio Pezzato, Irineu Volpato e João Baptista Negreiros Athayde

Museu Histórico e Pedagógico Prudente de Moraes Barros  -  R. Santo Antônio, 641 - Centro, Piracicaba – SP

17 h – Sarau Literário Piracicabano em Homenagem a Ana Marly de Oliveira Jacobino pelo Grupo “Encontro Cultural”.

Dia 21 (domingo)
Entorno do Casarão do Turismo- Rua do Porto, 1433 – Parque da Rua do Porto 
10 h – Projeto FLIPIRINHA,  espaço lúdico para as crianças.
10 h – Cantor Kilder Jarier com participação nos Saraus.
10h – Homenagem ao Príncipe dos Poetas – Lino Vitti, como Homenageado Municipal  e  Castro Alves como Homenageado Nacional, terão seus  poemas declamados pelos membros do  Centro Literário de Piracicaba e pela Academia Piracicabana de Letras.

12 h  Lendas Amazônicas por Elson de Belém- programação Infanto-Juvenil
14 h - Lançamento dos livros Infantis “Nhô Lica o Colecionador de Pedras” e “A lenda da Inhala Seca”
14 h – Chegada do Chaves por Daniel Valin
14 às 17 horas -  INTERAÇÃO LITERATURA/ESCOLAS - Com apresentações,  declamações e/ou coral dos alunos das escolas Dr. Prudente, Professora  Dionetti Callegaro Miori, Professor Antonio de Mello Cotrim, Dom Aniger Francisco de Maria Melillo,  Professor Manasses Ephrain Pereira e Instituto Baroneza de Rezende.
Participação de Contadores de Histórias.

15h30 – Entrega do prêmio FLIPIRINHA do Concurso Literário Estudantil - Declamação dos poemas dos selecionados.
16 às 17 h - Durante o período da tarde será gravado ao vivo o programa BALAIO TRANÇADO DE HISTÓRIAS, sob a coordenação da escritora Carmelina de Toledo Piza, que é veiculado na Rádio Educativa FM de Piracicaba aos sábados.

17 h – ENCERRAMENTO
Todas as atividades da 3ª Flipira contam com a participação e o apoio  da Academia Piracicabana de Letras, Centro Literário de Piracicaba, Grupo Oficina Literária de Piracicaba e Recanto dos Livros.

APOIO CULTURAL: Prefeitura Municipal de Piracicaba, Secretaria de Ação Cultural e Turismo, Biblioteca Municipal de Piracicaba, Museu Histórico e Pedagógico Prudente de Moraes,  Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba,  Editora Audaxia, Oji Papeis Especiais, EB Produções Artísticas, Rádio Educativa FM, Imprensa Piracicabana.

Organizadoras do evento: Raquel Delvaje, Carmen Pilotto e Ivana Negri




quinta-feira, 13 de setembro de 2018

Céu Laranja


Raquel Delvaje

Enquanto a fúria das tempestades me entrega aos teus olhos,
Não me confinem na amplitude,
Sei o quanto uma alma pode ficar cativa em padrões.
Uma hora para o esquecimento e outra às lembranças.
Não encontrei o pensamento e nem o desafio ao mundo.
Vejo o relógio do tempo em um vidro,
A tampa abre-se e cai um pirilampo, na luz do dia,
Embaixo de um pé de fruta.
Em uma tarde onde somente nós dois partíamos...
Dois corações e o pôr do sol... E pintavam o céu de laranja.

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

Ler poesias é:


Elisabete Bortolin

Tomar gotas doces de amor alegrando o instante sagrado.
Trazer paz ao coração e levar uma carga de amor na dose certa para seu dia.
Ter a alma desperta para os prazeres da vida.
O hábito de quem tem a alma liberta para alçar voos maiores.
Navegar por mares nunca dantes navegados.
Amar o prazer de se sonhar em outras dimensões.
Saber que tudo pode acontecer, se meu amor florescer como a primavera, rasgando o chão, deitando sementes, florescendo a vida.
Ler poesias são presentes a serem abertos repletos de carinho, emoção, ternura, suavidade e acima de tudo pacificidade.
Ler e escrever poesias é manifestar o imenso amor de um coração para outro, formando laços etéreos ao nosso redor, emanando o perfume do amor suave, puro e verdadeiro.


terça-feira, 28 de agosto de 2018

RITO DE PASSAGEM



Lídia Sendin

As trevas se espalham na rua
Abrindo da noite a fronteira.
No céu uma tímida lua,
Vigia a terra inteira.

A vida parece que fica
Nas dobras do tempo parada.
Macia qual doce pelica
Vai entrando a madrugada.

A noite procura seu dia
Buscando do sol uma chama
E o rei entre as nuvens espia
Derramando o orvalho na grama.

Ao calor, a neblina levanta.
A névoa desperta a aragem.
Enfim se descobre a manta
Da eterna e divina passagem.



quarta-feira, 22 de agosto de 2018

Salão de Humor de Piracicaba - Reinauguração do Teatro Municipal Dr. Losso Netto e Exposição Piracartum

Prefeito Barjas Negri com integrantes da AHA (Associação dos Amigos do Salão Internacional de Humor de Piracicaba)

Adolpho Queiroz, presidente da AHA (Associação dos amigos do Salão Internacional de Humor de Piracicaba) e Érico San Juan

Prefeito Barjas Negri e a secretária de Cultura Rosangela Camolese

Alexandre Lopes, Heloisa Guerrini, Vera Pavanelli e Cecília Bellato

Erasmo Spadotto e Ana Camilla 
Alexandre Lopes (Fervo) da SEMAC e Ivana Negri

Alexandre Lopes fazendo selfie com o prefeito Barjas Negri e Milton Mori
Ana Camilla de Negri Kantovitz, Cecília Bellato e Ivana Negri
Membros da AHA com o editor do Jornal de Piracicaba Marcelo Batuira e a diretora do Teatro Municipal Heloisa Guerrini
Professor de artes e as Anas
Erasmo Spadotto e William Hussar
Cassio Negri , vice-presidente da Academia Piracicabana de Letras, Vitor Vencovsky, presidente da Academia, e o acadêmico da APL e editor do jornal TRIBUNA PIRACICABANA
Parede da Fama!
Adolpho Queiroz e alguns dos integrantes do júri do Salão de Humor
Caricaturas por Érico San Juan






Reportagem no Jornal de Piracicaba de 21/08/2018

terça-feira, 21 de agosto de 2018

Retrospectiva Literária de Irineu Volpato

(Fotos João Carlos Nascimento e Ivana Negri)

 Aconteceu dia 18 de agosto a Retrospectiva Literária do poeta e escritor Irineu Volpato no Recanto dos Livros

Lourdinha Sodero entregando o diploma de participação
Irineu Volpato e Silvia Oliveira



João Nassif e Douglas Simões


João Nassif e Douglas Simões
Parte dos presentes

sábado, 18 de agosto de 2018

O Brasil que queremos...



Carmen M.S.F. Pilotto

            Agosto 2018, quarta-feira, 17:15, na Estação da Paulista, um dos lugares mais inspiradores de Piracicaba começo minha caminhada vespertina. Ao passar pelas salas de aula, todas tomadas por crianças e jovens do Projeto Guri.  Um movimento efervescente em cada ambiente: percussão, cordas, vozes. As risadas ressoam nos ambientes livres, lá dentro se esqueceram das redes sociais, da violência, do ano político e tantos outros assuntos que somente conturbam nossos sonhos mais íntimos.
            Caminho um pouco mais e na frente da plataforma de embarque e desembarque do Prédio da Estação um outro grupo de jovens ensaia uma animada street dance, em movimentos coordenados que nos levam ao desejo de acompanhar o ritmo.
            Penso que moramos em uma cidade privilegiada, ainda há espaços onde é valorizada a boa cultura, que traz uma amplitude maior de opções e de crescimento pessoal. Esses jovens certamente terão em seus corações muitos ideais e projetos de vida, porque a Arte enobrece o caráter, define posturas mais humanas e fortalece o espírito do jovem diante das dificuldades da rotina.
            Os acordes do Sítio do Pica-Pau Amarelo seguem comigo renovando também minha esperança em um Brasil melhor. Os caminhos se iluminam diante de tantas agruras do cenário contemporâneo. Deus ajude o poder público a manter iniciativas que promovam o bem-estar social e enalteçam o melhor de cada cidadão.

quarta-feira, 15 de agosto de 2018

ESCREVER


Paulo Ricardo Sgarbiero

Gosto de escrever.
Comumente são poemas.
Um dom que se precisa ter,
Ainda assim sob duras penas

Há que se buscar inspiração,
E o que passamos para o papel
Depende de termos feito a lição,
Para que sejamos um menestrel

Os mais comuns são os românticos,
Mas qualquer um pode ser o tema!
O importante é sermos dinâmicos,
E seguir a métrica deve ser o lema.

Nem todos são obras primas,
Isto ocorre com qualquer artista.
Mas quando acertamos as rimas,
Como boa obra será vista.


segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Navegar é preciso



Lídia Sendin

Vou seguindo setas.
Ajustando as metas,
Querendo viver.
Vou mudando os planos
Se os desenganos
Me fazem sofrer.

Se a água se agita
E fico aflita
Com o alto mar,
Ajeito minhas velas
Viro manivelas
Pra rota acertar.

Se um vento forte
Anuncia a morte
E vem me ferir,
Admiro os céus
Pedindo a Deus
Pra me garantir.

quarta-feira, 8 de agosto de 2018

Um pouco de você ficou...Pai

Lídia Sendin


Você partiu, não por inteiro,
Deixou pedaços e cheiros.
Quando sinto saudades
Cada um deles eu acho.
Guardei o último beijo
Naquela gaveta de baixo
E quanto sinto desejo
De ser beijada de novo
Abro bem de mansinho
E devagar o removo.
Guardei carinhos também,
Num cofre de coração
Sentindo falta de um deles
Pego então uma porção.
Ninguém consegue partir
Sem deixar de si um pouco,
Um olhar, um jeito, um sorrir,
Parte do bom e do louco.
Saudade é isso meu bem,
Fica grudada na gente
E quem diz que não a tem
De saudades não entende.

sábado, 4 de agosto de 2018

ARAQUÁ



Música: Douglas Simões
Letra: Irineu Volpato e Douglas Simões

“Araquá me ensinou dos imensos nas coisas miúdas” (I.V.)

“Sei lá se inda existe Araquá
senão vou recriá-lo e jogar nele
horas tristes que insistem me chamar” (I.V.)


Ei, Araquá!
Meu corguinho capiau
Deis´que fui pra Capital
Nunca mais te esqueci!

Araquá!
Onde risadas peladas
Eram dadas em suas águas
Banhando infância feliz!

Araquá!
Que ao passar pelas pinguelas
Via, das moças, coxas delas
Molecando seu viver!

E agora na cidade
Lambuzado de saudade
Sou tal triste arlequim!

Araquá!
Foi assim
O corguinho mais profundo
Que atravessando esse mundo
Fez morada aqui em mim!


Motema: palavra criada por Irineu, vem de mote, isto é, um motivo para um poema rápido, curto -
risadas banham-se peladas em rios” /  “será que Araquá foi moleque de espiar coxas das  moças que passavam sua pinguela?