As reuniões do Grupo Oficina Literária de Piracicaba são realizadas sempre na primeira quarta-feira do mês, na Biblioteca Municipal das 19h30 às 21h30

SEGUIDORES

MEMBROS DO GOLP

MEMBROS DO GOLP
FOTO DE ALGUNS MEMBROS DO GOLP

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

SONHO OU PESADELO


Maria Madalena Tricânico C. Siqueira


- Amiga, você  não  vai  nem  acreditar! Sonhei  que  era  uma  tartaruga. Em  uma  de  minhas  divagações  fiquei  pensando  que  horror  seria  se  eu  tivesse  nascido  uma  tartaruga. Não  que  eu  não  goste  do  bichinho  porque  é  lerdo!  Acho  até  engraçadinha,  mas,  como  tenho  horror  em  ficar  com  os  pés  sujos  de  terra,  jamais  eu iria me  acostumar.  Talvez  seja  por  isso  que  ela  sempre  que  for  possível,  procura  água  para  banhar-se,  coisa  que  não  é  muito  comum  com  os  outros  animais.
            - Sabe  qual  é  o  seu  problema  Mayara,  você  pensa  muito,  medita  e  divaga  em  vez  de  se  divertir.
            - Ah...Bruna,  você  não  sabe  o  que  é  isso...bem  que  eu  gostaria  de  ter  um  botão  na  minha  nuca  para  controlar  meus  pensamentos.
            - E a  casca  dura  então?  Não  estou  falando  de  “casca grossa”,  de  gente  sem  educação.  Falo do  casco  mesmo  da  coitada.  Logo eu  que  adoro  passar  creme  hidratante,  não  iria  mesmo  me  adaptar.
            - Não posso  nem  lembrar   quando  no  sonho,  ainda  bem  que  acordei  imediatamente,  alguém  que  estava  passando  no  jardim  colocou  o  pé  sobre  mim  pensando  que  era  uma  pedra,  logo  eu  que  sou  tão  sensível!
            - Pare  com   isso!  Foi apenas um  sonho,  você  já  está  acordada  e  se  continuar  falando  vai  sonhar  novamente.
- O  quê  me  entristece  é  pensar   que    nossa  amiga  tartaruga, ah,  esqueci  de  te  contar,  ela  tinha   nome,  a  zeladora  do  zoológico   que   colocou;   tinha   registro   e   tudo  mais.  Seu  nome  era Tata Tais. 
- Tá...pensar  o  quê,  continua...
- Que tartaruga não nunca  vai  poder  sentir  a  sensação  de  carregar  uma  tartaruguinha  na    barriga  e  amamentá-la,  que  é  a  suprema glória  de  ser  mamífera...Coitadinha  ela  bota  ovos,  cobre  com  a  areia  e  quando  eles picam....picam?  será.....  saem  correndo  para  o  mar...
- Chega  de  sofrer  Mayara!  Só há  um  jeito  de  você  resolver  suas  angustias.
- Me  fala  amiga.
- Deita  mais  cedo  para  sonhar  mais  um  pouco.   

            Hoje  quero  ser  um  rio 

Nenhum comentário: