As reuniões do Grupo Oficina Literária de Piracicaba são realizadas sempre na primeira quarta-feira do mês, na Biblioteca Municipal das 19h30 às 21h30

SEGUIDORES

MEMBROS DO GOLP

MEMBROS DO GOLP
FOTO DE ALGUNS MEMBROS DO GOLP

sábado, 10 de maio de 2014

Poesias sobre Mães

 Hoje o dia é só delas, e para elas os poemas e homenagens. 
Mães presentes, mães ausentes, mães de primeira viagem e mães que já empreenderam a última viagem.


UM AMOR ETERNO
Ivana Maria França de Negri

A vida continua, mãe...
Tua presença permanece em tudo.
Encontro-te no perfume das rosas,
no voo das borboletas,
nas músicas que cantavas
e no silêncio profundo...

Encontro-te nas minhas viagens,
nos teus escritos,
herança preciosa
que aquieta meu coração angustiado.
E olhando para o infinito,
em meio à saudade imensa,
tenho a certeza plena
que amor de mãe é eterno...

 SUBLIMAÇÃO
Gilberto Cano Bello

Certa vez imaginei em meus sonhos esparsos
Uma figura de mulher que só fosse carinho
Que caminhasse junto aos meus passos
Que estivesse sempre em meu caminho.

Uma mulher desprendida, porém cheia de afetos
Que chorasse comigo as minhas dores
Que amasse comigo os meus amores
Que risse junto nos meus encantos
Que amargurasse comigo os desencantos.

Uma mulher que tivesse um coração de poesia
Que mesmo triste, transmitisse alegria
Que meus erros corrigisse em silêncio
Que meus fracassos em seu peito abrigasse
E em minhas vitórias participasse

Uma mulher diferente, mas que tudo sentisse
Tanto, que uma ferida em mim fizesse nela uma cicatriz
Que uma alegria em mim, brotasse um sorriso nela
Que fizesse por mim o muito que eu não fiz

É impossível! Dirão:
Não há ninguém assim!
Mas para mim existiu
Pois minha mãe foi isso para mim...

PRECE
Maria Lúcia Prado Almeida

“ O Senhor fez em mim maravilhas, Santo é o seu nome.
Assim, Maria, mãe de Jesus, cantou sua glória.
O mesmo sinto, ó Pai bendito, quero louvar-te.
Por tua vontade, mulher me teceste em minha mãe
e me concedeste o sumo bem, ser mãe também.

Desde sempre, a minha vida agasalhaste em teus planos.
Louvo-te pelos anos, pelo tempo que me dás,
pelos meus filhos, amor tão belo, em meu caminho.
Como mãe te peço, Deus amado, zela por eles,
da humanidade, tão sofrida, cuida! Amém!

MÃE
Maria Iraci Pinto

Ao olhar os seus cabelos
pelo tempo esbranquiçados,
e os seus passos já cansados,
dói no fundo o coração.

Vendo seus olhos embaçados,
o sorriso hoje forçado,
das saudades acompanhado,
venho lhe pedir perdão.

Seus sonhos não realizei
e se em tudo fracassei,
não foi porque não lutei,
falhei em grande proporção

Se presentes nem posso lhe dar
muito menos lhe abraçar
só me resta então rezar
com toda minha devoção

Para que a Virgem Maria
brinde-a com a alegria,
paz, saúde e harmonia
e também dê sua Benção!

E quanto a mim...
peço perdão.


HOMENAGEM À MINHA MÃE FALECIDA
Ângela Reyes

A ti mulher, que gerastes tantos e tantos filhos,
abrigando-os no teu seio.
A ti, cuja vida doaste na missão de mãe,
à tua imagem que os anos apagaram
e o eco da tua voz em canção de ninar,
pouco a pouco foi se apagando.
A ti dedico meus versos molhados de lágrimas.
Se jamais beijei as tuas mãos, nem andei segura do teu lado,
se toda a magia que envolve a palavra mãe
ficou presa, entalada em minha garganta,
hoje, de mulher para mulher, de mãe para mãe,
ofereço essa homenagem.
Abençôo teu ventre, teu óvulo fertilizado,
abençôo os seios que com amor me amamentaram,
abençôo a ternura dos teus braços nos meus primeiros anos
e os genes de fêmea que me legastes.
Guardo a tua única e fiel lembrança.
Estavas imobilizada, qual deusa adormecida em prolongada letargia,
o mais doce dos sorrisos desenhado nos teus pálidos lábios.
Vi sem compreender quando te carregaram rodeada de flores,
você...a mais bela de todas, a mais pálida.
E regressaram sem ti, sem explicações, sem palavras.
Esperei dia a dia, noite a noite por tua voz, teu sorriso, teu canto.
Foi o doloroso e profundo silêncio, cortando o ar,
e tua ausência interminável que me responderam com o passar dos anos.
Não acostumei a te perder, sempre te  senti ao meu lado
imortalizada como um ícone no altar da minha alma.
Hoje dedico-te esta homenagem porque tu, minha mãe,
és para mim a mulher especial, a única, a de sempre.

MÃE
Sylvio Arzolla

Você foi em minha vida
Aquela estrela a indicar
O caminho certo e verdadeiro
De uma vida a começar.

Mãe, quanta lembrança,
De sua estada entre nós,
Hoje uma saudade infinda
Me traz constante tristeza.

Mas sei que você está feliz
Porque partiu preparada
Para encontrar o Pai
Na sua nova morada.

Espero um dia encontrá-la
E poder muito abraçá-la
Rever seu meigo rosto
Rever todo o seu ser.

MÃE
Rosaly Ap.Curiacos Almeida Leme

Para ser mãe precisa:
ter muito amor ,muita alegria, muita fé, muita vontade de viver,
ter firmeza, mas ser sempre ternura,
saber sorrir e saber chorar junto,
nunca se anular mas  saber que os filhos devem ser protagonistas de suas próprias vidas,
não interferindo estar sempre presente mas só se fazer notada quando for conveniente,
transmitir entusiasmo pela vida e pelo amor.


MÃE...
Gisele F. da Silva

És o sol que ilumina o dia...
A Lua inveja sua glória... seu amor,
Em Você, Deus, espelhou a natureza...
Em minh'alma e coração,
Somente cabe admirar,
Sua magnitude e realeza...
 
MÃE
Maria Helena Brunelli F. de Camargo

Sei da tua vida
das tuas lágrimas
dos teus sorrisos.

Sei dos teus temores
tuas alegrias
teus amores

Sei dos teus passos
tuas melodias
teus gestos

Sei dos teus carinhos
das tuas mãos frágeis
dos teus olhos tímidos

Quisera comigo ter-te agora
e juntas caminharmos, lado a lado,
corações ardentes em Jesus,
mãos unidas num abraço Eucarístico,
dizer-te:
- Que a Paz esteja contigo, Mãe!

MÃE, UMA PALAVRA DOCE
Áurea Lucia Maria Gastão.

MÃE, uma palavra doce, que traduz tanta emoção... uma pessoa meiga, carinhosa, protetora, que se doa para acolher seus filhos, protegendo-os de todos os perigos da vida.
MÃE, uma mulher forte que supera obstáculos e não se importa com as pressões do dia-a-dia, e sempre arruma uma horinha para quando seu filho(a) precisar..., estará de braços abertos para aconchegar, dar carinho, amor ou até mesmo escutar suas lamentações e reclamações.
MÃE, se eu contasse cada vez que a senhora fez diferença em minha vida, cada vez que a senhora me escutou e me deu ânimo ou compartilhou seu bom humor ou me ensinou algo importante sobre mim e sobre o mundo, tudo isso seria somente o começo do quanto a senhora significa para mim..., do quanto é especial, do quanto a senhora é importante em minha vida.
MÃE, ser seu filho(a), é uma dádiva de Deus, uma linda benção do Senhor, que enche todos os meus dias de felicidade e de alegria.
MÃE, agradeço por existir e por tê-la como amiga e por estar “presente” em minha vida, que não apenas este dia seja especial para a senhora, mas que todos os dias sejam repletos de vitórias e conquistas, pois o seu sorriso, seus sonhos são doces e  os mais sinceros que o seu coração
possa transmitir para mim....

TROVANDO PARA AS MÃES
Leda Coletti

Mãe, com três letras se escreve
o amor maior, mais bonito,
a você louvor se eleve,
da terra até o infinito.

Às mães os poetas tecem
belas palavras rimadas
mesmo assim nem sempre exprimem
quanto devem ser amadas.
           
MÃE
Esther Vacchi Passos

Presença divina, luz que ilumina
a vida nos dá sem cobrar nada
amor que em teu peito transborda
toda dor e trabalho suportas

Noites mal dormidas, cantando
canções de ninar e abraçando
Mãe, tua presença é um alimento
o tempo passa e tua falta é um tormento

Abro a janela, o sol me aquece
como em outrora, teu colo me deste
no azul do céu, o olhar se perde
vendo-te linda, estrela d’oeste

Mãe - estando ela presente
não se deixe ficar ausente
abraçe-a com amor ardente
sentindo seu calor para sempre

ABRAÇAR MARIA DESOLADA
M. Nazareth Furlan P. de Camargo

Eis que aos pés do Calvário está Maria,
A mãe que sofre a dor de haver perdido
Em violência e dor o tão querido
Filho, que sempre foi sua alegria.

Em lágrimas sua alma se vertia
Ao abraçar o corpo falecido...
No  regaço materno enternecido
Em  desolada dor se entristecia.

Quantos  pais/mães Maria nesta vida,
Uma  filha ou um filho  sepultados!
Com eles um pouco do coração...

 Fortes na Fé, os prantos enxugados,
Abraçando esta dor da despedida,
Com Esperança na Ressurreição.

AS MÃES
Francisco de Assis Ferraz de Mello

Os homens morrem nas guerras
E, depois, são esquecidos.
Mas há as que jamais se esquecem
- As mães...
As mães são abençoadas,
Deus abençoou as mães
Porque elas jamais se olvidam
Dos filhos mortos nas guerras.
Benditas as mães!

MÃE NOSSA DE CADA DIA
 Angela Guerrini Sega
      
 Mãe nossa de cada dia, sejam feitas as nossas vontades e as tuas deixa pra depois.
 Venham a nós teus benefícios, sorrisos e caricias.
 Mãe nossa de cada dia levantas cedo e vais à padaria trazer o pão fresco e bem quente, serve-nos também um bom leite com café.
Faça patê de salsicha com bastante maionese e não nos venha com preguiça.
Abasteça nosso ventre, nos refresque nos dias quentes e no frio nos aqueça com o mais macio cobertor, de preferência antialérgico e estampado floral.
Mãe nossa, anda, vai logo ao supermercado, a dispensa está vazia.
Arruma as camas, limpa a casa, costura pra nós uma linda roupa e conserta nossos erros, resolvendo também nossos problemas.
Abra teus braços e nos console dos tombos que a vida nos dá, retira de nós todo cansaço e com ele as desilusões.
Mãe nossa de cada dia favoreça-nos com tua ternura mas não nos conte as tuas dores.
Já estás velha e de nada precisas. Nós, porém, os jovens, temos tanto a viver e precisar.
Viva mãe a nosso favor e amor, o tempo corre depressa e um dia sairemos do ninho seguindo nosso caminho.
Prometemos com toda certeza, trazer os netos para que tu, mãe nossa, continues a cada dia dando mais de si.

QUADRINHA DO MÊS DE MAIO
Carlos Vitti

Maio é mês dos casamentos,
E das mães do coração,
Foi a princesa Isabel
Que acabou com a escravidão.

AMOR DE MÃE
Maria Helena G. Bueloni

É como um grande coração...
que no fundo de sua alma
traz coisas que só as mulheres entendem...
Repartem o pão de cada dia...
nos deixam chorar em seu colo...
nos fazem sorrir quando tudo é tristeza...
nos cantam cantigas de ninar...
nos fazem sonhar...

À MÃE MAIOR, MARIA!
Maria de Lourdes Piedade Sodero Martins

Horizonte em matiz...(sexagenário!)
que eu costumava apreciar, menina,
ainda vive, extraordinário,
em minha velha mente pequenina...

Ah! Sóis diversos sobre o campanário
bebendo orvalho da verde campina
e eu, num voo inimaginário
tocava o céu e via a Mãe Divina!
                                         
Cercada de iluminados arcanjos
em companhia do filho Jesus,
Maria “tecia” belos arranjos.

Para premiar pequenos e “marmanjos”
pedia a Deus a necessária luz
para enviá-la através dos anjos!

EXISTE ALGUÉM...
Eunice Zem Verdi

Existe alguém, cuja presença transborda-nos o coração de paz e tranquilidade.
É um ser meio anjo, meio mulher, com olhos de ternura, gestos de carinho, que nos faz desejar mais e mais estar ao seu lado.
Esse alguém nos carregou em seu ventre, nos alimentou em seu seio, estabelecendo um elo de amor por toda a vida.
Esse alguém angelical e amoroso, é você, Mãe!

MAMÃE
André Bueno Oliveira

Falar sobre mamãe, por mais que eu tente,
meu longo discursar, será vazio!
Jamais adentrarei a sua mente
pra ver o Amor-Nascente de seu rio!

AH! MAMÃE!
Maria Emília L. M. Redi

Ah! Minha mãe, minha amada!
O brilho de amor do seu meigo olhar,
levarei comigo pela eternidade, e um dia mais...

Ah! Minha mãe, minha amada!
Quem tem mãe, tem tudo.
Quem não tem mãe, não tem nada!!!

À MINHA MÃE
Lino Vitti

Leio, nos olhos puros da criança,
poemas de inocência e travessura;
Leio o longo poema da esperança
no olhar jovem que sonha e que fulgura.

Vejo poentes na pupila mansa
de um velho que é silêncio e que é amargura.
E há sempre dor na lágrima que dança
no rosto triste de qualquer criatura.

Mas o olhar que mais fala, embora mudo,
- sorriso oculto em berço de veludo,
- luar divino, ternamente fixo,

é o olhar da mãe, cheio de estranhos brilhos,
de joelhos a rezar pelos seus filhos,
diante do imoto olhar de um crucifixo.

MÃE - PALAVRAS
Carmelina de Toledo Piza

Mãe grávida. Mãe da criança que nasce do amor e da alegria. Mãe da tristeza de ser mãe. Mãe do aborto. Mãe que ama e cuida. Mãe que se atira na lagoa para salvar o filho. Mãe que joga o filho na lagoa. Mãe da criança puxada e arrastada pelo carro. Mãe do jovem que dirige o carro e arrasta a criança. Mãe da criança que ri, chora, brinca, cai, levanta, canta e dança. Mãe da criança do farol. Mãe do jovem que tem amigos, que fica, estuda, namora e ama. Mãe do moço. Mãe da moça. Mãe do morador de rua. Mãe da desesperança. Mãe que entrou na faculdade, trabalha, tem sonhos e esperanças. Mãe do moço que pega a arma e mata. Mãe da mulher que é mãe de todos. Mãe do homem que cura, reza, canta, grita, fala, escreve.Mãe do homem que é vil, mentiroso, corrupto, dissimulado e ladrão. Mãe da avó e do avô que conta histórias, passeia, tem sua turma e vive. Mãe da velha e do velho abandonados. Mãe das árvores, mãe das águas, mãe dos bichos, mãe do céu, mãe da terra. Mãe pátria, mãe da língua, da palavra Mãe.

MÃE MULTIMÍDIA
Lídia Sendin

Esfrega, seca e passa.
Compra, descasca e coze.
Mistura, bate e assa.
Anda, pára, desce e sobe.

Sai, dirige e orienta:
Põe o conto, atenção!
Olha  a rua, fica atenta,
Pra descer dá uma mão.

Professora, enfermeira,
Pedagoga: é uma artista,
Terapeuta, costureira,
Sua casa administra.

Cantada em verso e prosa
A mãe não deseja nada...
Talvez um botão de rosa,
Muitos beijos e obrigada!

EDUARDA, MINHA MÃE
Elda Nympha Cobra Silveira

Estarrecida,
olhava à minha volta
e sentia a sua presença,
isso sempre senti,
desde a nascença.
A senhora, minha mãe
era o calor, a compreensão
o porto na chegada
e a bênção na partida.
Com seu sorriso complacente
e seu olhar admirador
me envolvia, sempre
na doçura do seu amor.
Ninguém mais me vê
desse seu jeito amigo
valorizando cada gesto meu,
o seu amor de mãe
não foi desfeito, está comigo
nem a morte o levou,
pois sinto que ainda estou
nos braços seus.

MÃE
Ruth Carvalho Lima de Assunção

Sagradas, heroínas e determinadas.
Leoas na defesa dos filhos
Técnicas na formação do caráter.
Puras, amorosas, chegando ao divinal.
Debruçam-se aos pés de Deus
Oram por seus filhos
Pedindo felicidade e paz.
Deixam raízes do amor
Estrelas brilhantes que se estendem pelos caminhos luz,
Iluminando ao correr dos anos, tanta dedicação e renúncia.
Lutam e superam os desafios.
Mesmo ausentes, anjos protetores
Fonte de inspiração de uma saudade infinita que vive em nós
Nos meandros de nossa alma
Na palavra mãe, o segredo da vida...

MÃE
Felisbino de Almeida Leme

Mãe!
Hoje é o teu dia.
Eu te saúdo, mãe:
Mil vezes te saudaria.

Palavra doce e sublime,
Que nos vem do coração,
Como um livro que se imprime,
Em versos de gratidão!

Hoje descansas em paz,
Na morada celestial.
Este dia saudade me traz,

Oh mãe: chamada imortal!

Nenhum comentário: