As reuniões do Grupo Oficina Literária de Piracicaba são realizadas sempre na primeira quarta-feira do mês, na Biblioteca Municipal das 19h30 às 21h30

SEGUIDORES

MEMBROS DO GOLP

MEMBROS DO GOLP
FOTO DE ALGUNS MEMBROS DO GOLP

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Recomeços


 Adenize Maria Costa 

Por várias vezes a vida nos impele ao recomeço, nas suas mais variadas formas, seja pela perda de uma pessoa querida, seja por uma situação de desemprego, fim de um namoro ou talvez por uma simples mudança de residência... Não importa, pois no fim das contas é sempre uma oportunidade de recomeço.
O problema é como reagir a esses acontecimentos, nem sempre sabemos e muitas vezes sofremos demasiadamente e no fim chegamos à conclusão que não foi tão difícil assim, que era só uma questão de tempo... Costumo dizer que o tempo é o senhor de muitas curas; como dizia minha avó: “o vento do tempo sopra e faz esquecer o tanto que sofremos”.
Refletindo sobre meus parcos projetos para o ano que acabou de começar lembrei-me que, na minha infância, quando ia passar férias na casa da minha mãe, pegávamos o trem "das quatro e quinze" (horário que passava o trem lá em Tupi). Lembro-me que entrava no trem chorando copiosamente pensando em tudo eu estava deixando pra trás, principalmente nas pessoas que ficavam: minha avó, minha tia, meus amigos de infância, pensava nas nossas brincadeiras, em nadar no lago ou Rio Piracicaba, não podia imaginar que se divertissem sem mim. Esse sofrimento se estendia até pouco depois da partida do trem... Assim que ele começava fazer a grande curva do bairro "Quebra-Dente" eu já começava a pensar no que me esperava lá em São Paulo: minha mãe estaria me esperando, minhas irmãs estariam lá para nós brincarmos, ouvir as histórias que minha irmã Adriana contava (e conta histórias até hoje); antes de chegar à estação de Caiuby o choro já tinha parado e já pensava em chegar logo na Estação de Vinhedo onde eu teria o luxo comprar uma coxinha e guaraná-antártica e assim de estomago cheio e agradecido por tão luxuoso lanche, com a alma cheia de expectativa e de saudades lá ia eu em férias para a capital...
Acredito que essa recordação que me ocorre nesse momento é totalmente pertinente já que muitas oportunidades surgirão no ano de 2014. Haverá insegurança e sofrimento, sem dúvida. Se o sofrimento nos visitar, lembremos que as dores da insegurança ou da despedida serão muito fortes enquanto o trem estiver parado nessa estação, não tem jeito... Mas posso lhe garantir que depois da primeira curva o coração já começa a encher-se de esperança porque algo novo nos espera na próxima estação... Esse é o bom da vida! Através dos recomeços a possibilidade de vislumbrar algo novo e sempre haverá a possibilidade do novo se nos colocarmos nas mãos Daquele que faz novas todas as coisas. Que seja um bom ano! De muita paz, saúde e de muitos recomeços pra todos nós!

Nenhum comentário: