As reuniões do Grupo Oficina Literária de Piracicaba são realizadas sempre na primeira quarta-feira do mês, na Biblioteca Municipal das 19h30 às 21h30

SEGUIDORES

MEMBROS DO GOLP

MEMBROS DO GOLP
FOTO DE ALGUNS MEMBROS DO GOLP

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Benedicto Antonio Cotrin


Esio Antonio Pezzato

A notícia me pegou de surpresa. As notícias sempre nos pegam de surpresas. E foi triste. Faleceu o professor Cotrin. Meu pensamento me transportou a um passado distante... mais de 40 anos...' mais...e assim me vi jovem sonhador, sentado numa carteira de sala de aula no velho e lendário Sud Menucci, para mais uma aula de Português com o querido professor Cotrin.
Eram aulas fenomenais. Eram aulas onde o Professor era Mestre, o aluno discípulo. Nessa simbiose havia uma química perfeita... ou seria Física? Ou Geografia? Sim, pois saía um Mestre Demósthenes Santos Correa, entrava Abelardo Secarelli, saia Professor Secarelli entrava Professor Oswaldo Amorim. Saía professor Amorim, entrava Professor Cotrin...
O Professor Cotrin foi um Mestre. Aprendemos muito com este professor que, olhando por cima dos óculos, nos fitava, nos direcionava e nos mostrava um caminho sempre com um sorriso cordial nos lábios.
Quantas redações ele nos ensinava a redigir e com ela aprendíamos a desvendar e a revelar nosso próprio pensamento. 
Certa vez colei na porta da nossa sala de aula, um adesivo com os dizeres: Siga em frente, com uma seta apontando o caminho a seguir. O Professor Cotrin não teve dúvidas: naquela tarde, o tema da Redação foi: Havia uma seta em meu caminho!
Éramos todos jovens e sonhadores... não tínhamos passado. O futuro aparecia atrás da porta. As curvas eram imensas. Com certeza o Professor Cotrin muito nos ensinou e muito nos direcionou em nossas vidas...
Agora o Professor Cotrin passa a ser chamado por Saudade. É isso Professor. Saudade... Quantos, como eu não estão agora sentindo o mesmo gosto amargo dessa saudade? Centenas, milhares, com certeza...
Quantos alunos hoje não pranteiam esse Mestre de nosso Idioma, de nossa “Última Flor do Lácio inculta e bela...” Ah, Professor, quanta saudade agora ...
No livro de minha vida há uma página dourada, onde o Senhor me ajudou a escrever. Através de seus ensinamentos, quanto sobre Poesia aprendi...  ensinamentos tantos e tantos que até hoje norteiam meus passos ...
Bem lembro... bem me lembro. A retina dos olhos lacrimejam agora... mas a vida é assim mesmo. E eu, nesta sina, vou lembrando vultos queridos que participaram de minha vida... Com certeza o Professor Cotrin faz parte desta agora saudosa lembrança.
O Professor Cotrin, já em seus cinquenta anos, com tantos anos de magistério, indo estudar novamente,  para ser advogado. . Defendeu com garra as linhas mestras do Direito. Passou a ser referência, ponto de apoio. Era um novo advogado mas com a experiência de vida, que o fazia se sobressair entre seus pares.
 Há pouco tempo eu o vi passando pela porta da Caixa Econômica... segui seus passos... Quando me viu olhou com aqueles olhos de maresia, sorriu e eu perguntei-lhe:
– O Senhor se lembra de mim, Professor Cotrin? Ele novamente sorriu...e essa foi a última vez que nos falamos.
Agora silêncio, pois o Professor Cotrin abre as cortinas do Oriente Eterno e vai ensinar anjinhos em outra Esfera.
Saudade.

Nenhum comentário: