As reuniões do Grupo Oficina Literária de Piracicaba são realizadas sempre na primeira quarta-feira do mês, na Biblioteca Municipal das 19h30 às 21h30

SEGUIDORES

MEMBROS DO GOLP

MEMBROS DO GOLP
FOTO DE ALGUNS MEMBROS DO GOLP

domingo, 17 de fevereiro de 2013

O poder da oração *



Ivana Maria França de Negri

Muita gente pensa que recitar orações é a única maneira de rezar. Só que enquanto a boca diz os mantras decorados, a mente viaja para bem longe, e as pessoas não se concentram no que estão fazendo.
Estudei num colégio de freiras e elas sempre incentivavam as alunas a rezar. Havia rezas antes das aulas, antes das refeições e no final das aulas também. Havia as orações de agradecimento, de pedidos, ou simplesmente para externar o amor a Deus. Lembro-me de uma freira dizendo que devíamos sempre pedir em nossas orações para que o manto azul de Maria nos envolvesse e à nossa família, assim, estaríamos protegidos de todo o mal, de todos os perigos.
Eu era menina, e ficava imaginando Nossa Senhora coroada de flores, descendo dos céus em suas vestes brancas, douradas e azuis e estendendo o manto protetor sobre todos. Nunca mais me esqueci dessa imagem. Fui crescendo, mudando minhas maneiras de enxergar as coisas, o ato de rezar foi tomando outras formas, mas a imagem do manto azul de proteção, permaneceu.
Para mim, rezar é entrar em sintonia com o Universo e com o Criador de todas as coisas. É receber a energia pura do Cosmos (seria azul?...), ficar impregnada dela, e só então mandá-la, como se fôssemos um difusor gigante, para os outros seres, aos quais dedicamos nossas orações. Eles receberão essa alta carga de vibrações positivas e vão melhorar de seus males, pois doenças, aflições, medos, angústias, nada mais são do que falhas de energia.
Rezar é intermediar a energia pura do Criador fazendo com que flua diretamente para as criaturas.
Por isso as orações funcionam e têm alto poder de ajuda. Quando desejamos alguma coisa com muito ardor e fé, o Universo inteiro se move para que esse desejo se realize, pois se pedimos algo com muita força, esse “algo” se torna real.
Li outro dia, nem sei ao certo onde, pois leio tudo o que me cai nas mãos, que é bom mentalizar um círculo azul envolvendo a pessoa para a qual pedimos proteção. No mesmo instante que li, me veio a analogia com o manto de Maria que a freira pregava. E nessa publicação, afirmavam que o círculo azulado protegia as pessoas do mau olhado, da inveja, de todas energias e sentimentos negativos. Seria como um forte escudo que repeliria as negatividades, as coisas ruins.
Fiquei a pensar na beleza profunda desse pensamento! E lembrei que a Terra também é envolvida pela atmosfera azul que a protege e nutre.
Concluo que tudo é perfeito no Universo, que é o verso de Deus.
Rezar, orar, pedir, fazer uma prece, meditar, mentalizar, enviar energias, vibrações, cada um escolhe a maneira de se conectar com o divino. Para pedir graças, para agradecer, para dar glórias, ou simplesmente desabafar, “conversar” em silêncio, sem proferir palavras, apenas o coração se externando e a alma vibrando em sintonia com o universo.
Em minha recente viagem à África do Sul, tive a felicidade de ver animais vivendo livres em seus habitats naturais, sem precisar de veterinários, de parafernálias modernas ou ajuda dos humanos. A mãe natureza os protege e provê sua alimentação.
E foi sempre assim, pelos séculos e séculos... Amém.

*Texto publicado na Gazeta de Piracicaba

Um comentário:

Anônimo disse...

AMÉM!


Nossa Senhora lhe cobriu de bençãos com seu manto azul e lhe inspirou divinamente! Acredito muito no poder da oração. Sua crônica fez-me sentir em paz como se estivesse rezando, muito bonita!


Um abraço!