As reuniões do Grupo Oficina Literária de Piracicaba são realizadas sempre na primeira quarta-feira do mês, na Biblioteca Municipal das 19h30 às 21h30

SEGUIDORES

MEMBROS DO GOLP

MEMBROS DO GOLP
FOTO DE ALGUNS MEMBROS DO GOLP

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

LEMBRANÇAS

Elda Nympha Cobra Silveira

As circunstâncias, ou as pessoas, podem tirar as nossas posses, podem levar o nosso dinheiro e podem acabar com a nossa saúde, mas ninguém pode nos tirar as posses mais valiosas que temos, que são nossas lembranças.
Muitas vezes, a vida deriva para uma série de desenganos, de desilusões e mesmo frustrações, porque os anseios de sucesso e felicidade aspirados desde o começo da juventude e talvez até da infância, não se realizam naqueles pormenores que os sonhos sempre prometeram; muitas vezes por culpa da própria pessoa, que desejou coisas muito ilusórias e sem consistência prática.
Muitos desejam, mas não se esforçam para a concretização do seu ideal, seja financeiro, amoroso, de saúde ou intelectual. Então as lembranças chegam paulatinamente à flor da pele, ao recordarem dos tempos idos da juventude, quando tinham um futuro alvissareiro descortinando todo pela frente.
As mulheres ou os homens estavam à mão, porque nada ofuscava o charme, a beleza, a juventude e a autoconfiança. Essas lembranças vão chegando, muitas vezes, com uma ponta de orgulho misturada com a frustração, até que a pessoa constata que a realidade do hoje é bem outra.
Muitos que adquiriram bens e os perderam por qualquer infortúnio, se sentem saudosos dos tempos áureos vividos. Os que foram atletas, talvez até consagrados, revivem com alegria seus lances vitoriosos e contemplam os troféus conquistados, mas com um misto de frustração por se sentirem ultrapassados e decadentes no seu vigor.
Os que gozavam de boa saúde, pela imprudência, por viverem uma vida cheia de vícios, sentem a frustração e se deprimem por não poderem mais se iludir com uma vida mais longa, porque seu tempo de vida é curto. Aqueles que não fizeram uma boa escolha no casamento ou na vida afetiva para uma convivência plena e feliz amargam a solidão, são infelizes e ainda têm problemas familiares a serem resolvidos.
Portanto, ninguém tira nossas lembranças, que são únicas e só nossas, dependendo do ritmo e caminho que dermos às nossas.

Nenhum comentário: