As reuniões do Grupo Oficina Literária de Piracicaba são realizadas sempre na primeira quarta-feira do mês, na Biblioteca Municipal das 19h30 às 21h30

SEGUIDORES

MEMBROS DO GOLP

MEMBROS DO GOLP
FOTO DE ALGUNS MEMBROS DO GOLP

terça-feira, 31 de maio de 2011

Espaço Poesia - PAZ *

A PAZ FUJONA
Lino Vitti (Príncipe dos Poetas Piracicabanos)

Que foi feito da Paz? Que foi feito da Paz?
Foi um sonho talvez que o tempo já apagou?
Mas um sonho se vai como a brisa fugaz,
Deixando uma ilusão nas mãos de quem sonhou...

Por que a Paz foi embora e por que desertou?
Faltou talvez amor – o amor que tudo traz?
Foi quiçá criminosa e o mundo a encarcerou
Numa inóspita e atroz e insólita Alcatraz?...

Decerto a humanidade, invés de muito amá-la,
Do nosso mundo a fez fugir tragicamente
Armou-se do desprezo e quis assassiná-la.

E por isso no céu, na terra e no universo
- Caim que busca amor, mas tudo inutilmente-
O homem vive infeliz, solitário, disperso...


O PREÇO DA PAZ
Francisco de Assis Ferraz de Mello

Esse é o preço da paz,
disse a América orgulhosa.

Esse é o preço da paz,
repetiu a astuta Europa.

Esse é o preço da paz,
ouviram mudos, atônitos,
os miseráveis do mundo.

E não se cala a pergunta:
Qual o preço da paz?
A paz, criação sublime,
mas os tiranos a esmagam
com a força de suas botas.

PAZ, ONDE ENCONTRÁ-LA?
Ivana Maria França de Negri

Procure-a nas mansões,
nos casebres e nas prisões

Procure-a nos mosteiros,
nas igrejas e nos estaleiros.

Procure-a nas escolas, na rua,
nas estrelas e na lua.

Procure-a nas crianças felizes
nas santas e nas meretrizes

Procure-a nos animais
nas plantas e nos vegetais

Procure-a na arte do pintor,
do poeta e do agricultor

Procure-a nas mães, nos soldados
nos loucos e nos condenados

Procure-a onde puder
na terra, no céu, e no mar

E terá que mudar somente
a sua maneira de olhar.

Veja tudo com outros olhos
e a Paz irá encontrar...

PAZEAR
Carmen M.S.Fernandez Pilotto

Entre na roda da Vida
com uma canção em sua alma
faça de sua rotina uma sina
que acalente multidões

Somos partículas de Deus
a serem espargidas pela terra
responsáveis em ser guarida
mesmo ao inimigo mais atroz

É um prazer compartilhar
de um sorriso ou de um abraço
força motriz necessária
aos fracos e desesperançados

E em uma cantiga serena
a vida vai se transformando
pois só com alegria e paz
podemos salvar nosso mundo...

UTOPIA
Dulce Ana da Silva Fernandez

A cor branca é poderosa!
No horizonte do mundo
Pomba alva, alegre, alvissareira
Trazendo no bico um ramo de oliveira
Rente ao ramo, rebentos verdejam...
O coração cheio de amor festeja!
Num tempo de Paz,
Que não existe.

PAZ
Leda Coletti

Se no mundo existir paz
o amor vai prevalecer
e o homem será capaz
de na terra bem viver.

Quando o homem compreender
que foi feito para o Além,
irá procurar viver
em paz, só fazendo o Bem.

TEMPO DE PAZ
Maria do Carmo Cherubim

As profecias
já estão chegando
rompendo o ritmo das catedrais
Mudos anjos esquecidos
se pensam sós
em seus cantos ancestrais

Aprisionados à inércia
que no Universo impera
vivem a vida.
Sem pensar as dores
desse mundo que se altera.

E o badalo dos sinos revela
a cadência nova das eras
Nova Terra...novo tempo de Paz

PAZ E POESIA
Raquel Delvaje

Quero me sentir em Paz!
A paz do coração
Que me faz solto
Como num porto
Barco a vela a velejar
Mar calmo, céu azul...
Quero me sentir em paz!
Na estrada, no céu,
E voar para bem longe,
No espírito de quem sonha
Com a paz...
E não quer encontrar
Nem armas, nem assaltos
Nem violências nem fome
Nem o frio da alma.
Quero me sentir em paz!
Em uma estrada sem buracos,
Sem curvas...
Para uma nova era
Somente paz!
Nada de guerra.
Deposito desde já
Em forma de poesia
Minha flor,
Símbolo do amor e da paz.

MINHAS BANDEIRAS DA PAZ
André Bueno Oliveira

Adoro a nuvem branca em céu sereno,
a brisa virginal das madrugadas,
a luz rubro-carmim das alvoradas,
o som da passarada em canto pleno!

Eu amo da cascata o pranto ameno,
os rios de minha infância: as enxurradas...
Poeta infante-idoso, eu creio em fadas,
que aos céus proveem estrelas, num aceno!

Não dá para aceitar que um ser humano,
ansioso por tornar-se soberano,
destrua os seres vivos desta terra!

Países, povos, lares dizimados...
Os sonhos, fauna, flora, decepados...
Não posso concordar que exista a guerra!

PAZ
Cassio Camilo Almeida de Negri

Todos os seres do mundo desejam a paz.
No entanto, notamos que a violência cresce a cada dia e ficamos mais e mais sem a paz desejada.
Tentamos então, encontrá-la de todas as maneiras, pedindo a Deus que a coloque em nosso caminho, divulgando-a através de passeatas, artigos nos jornais, frases de efeito, no entanto a violência continua...
Acabamos por perceber que a paz está diretamente ligada à autotransformação que se processa dentro de cada um de nós.
Temos de mudar, nos comportando como seres de paz. Nos nossos relacionamentos do dia a dia, nos papéis que exercemos de pais, professores, alunos, esposos.
Quando mudarmos, a paz interna será refletida no comportamento, nas ações e relações pessoais.
Assim, nos transformando, e através de nossos exemplos, vamos expandindo a onda vibratória de paz para todos.
“Quando eu mudo, o mundo muda”. Na próxima vez que nos observarmos com raiva, vamos transformar essa energia negativa em energia positiva de paz.
Ao acender a luz da paz em uma alma, o mundo inteiro pode ser aceso. De um, dez acenderão. De dez, cem acenderão. De cem, mil acenderão. No final, o mundo inteiro será aceso e então haverá a paz!
* Estas poesias e texto foram publicados na coluna "LETRAS E RIMAS" do Jornal de Piracicaba no dia 28 de maio de 2011

Nenhum comentário: