As reuniões do Grupo Oficina Literária de Piracicaba são realizadas sempre na primeira quarta-feira do mês, na Biblioteca Municipal das 19h30 às 21h30

SEGUIDORES

MEMBROS DO GOLP

MEMBROS DO GOLP
FOTO DE ALGUNS MEMBROS DO GOLP

domingo, 20 de março de 2011

Águas que rolaram - Parte II

Ruth Carvalho Lima de Assunção

Após ler e reler as lembranças do artigo anterior veio-me a necessidade de um complemento mais audacioso que me redimisse dos pecaditos da infância, me consolasse e colocasse minha mãe em seu devido lugar – de mãe.
Levei um pito. Um pito que me deixou sem chão. Acabrunhada, com uma lágrima pendente na ponta do nariz corri para minha cama, em busca de consolo.
Agarrei-me ao travesseiro, puxei o cobertor tentando abafar os meus soluços tão
sentidos Eu correra tanto, não era fácil acompanhar o meu irmão, ele era o grandão, voltei com aquela dor que sempre me dava quando eu corria, bem na barriga da perna, e eu queria ver o sorriso dela, de felicidade, eu tinha a certeza que ela ia me agradecer.
Não era aquilo que eu esperava. UM PITO.
Eu queria, eu queria mesmo era um grande abraço, um abração. E dormi bem abraçada ao travesseiro. De pés sujos e cabeça rodando.
Depois, meio dormindo, meio acordada percebi minha mãe me carregando e me levando para o banheiro e fui entrando em baixo do chuveiro. Foi aquele banho, que além de tirar a terra, também levou as minhocas de minha cabeça.
Foi muito gostoso, a medida que mamãe falava, que se desculpava, os meus medos, os meus demônios iam se afastando e eu passei a rir quando ela me abraçou dizendo que aquilo não iria mais acontecer, que ela só queria o meu bem, a minha alegria e o meu amor.
Bom, não é preciso contar que passei a dormir, sentindo-me um anjinho.
A Revolução continuava. Muitos comitês, geralmente liderados por mulheres, se organizaram na intenção de levar às famílias, palavras de apoio e de esperança.
Discussões, intrigas, sabotagens iam se consolidando, se interligando em tramas de uma nova guerra. A politicagem se posicionava, queria levar vantagem.
As famílias religiosas continuavam a orar todas as noites pelo fim desse confronto que só viria dividir, retalhar um continente, e o pior, trazer em nossos corações o ódio pelo irmão. E a oração que protege, que nos livra dos males, que
nos guia, não faltava. Todas as noites terminavam com o infalível ...Santo anjo do Senhor, meu divino guardador, se a ti me...
Daí a alguns dias eu olhava a rua quando muitas cabeças surgiram nas janelas gritando:
A Guerra acabou, a Guerra acabou. Mulheres e crianças saíram para as ruas. A maioria dos homens ainda estava nas trincheiras, e talvez nem soubessem das últimas.
Mamãe, papai vai voltar?
Graças a Deus. Ele ouviu as nossas preces.
Como ele vem? A pé?
Eu acho que ele vem de trem.
Quero ver o trem. Ele é bonito?
Vamos esperar mais um pouco. Por enquanto não sabemos muita coisa.
Seu pai logo estará entre nós. E vai voltar para a escola, onde é o seu lugar.

Nenhum comentário: