As reuniões do Grupo Oficina Literária de Piracicaba são realizadas sempre na primeira quarta-feira do mês, na Biblioteca Municipal das 19h30 às 21h30

SEGUIDORES

MEMBROS DO GOLP

MEMBROS DO GOLP
FOTO DE ALGUNS MEMBROS DO GOLP

sábado, 17 de julho de 2010

O inesperado!


O inesperado! (in Tardes de Prosa)
Maria Madalena Tricânico de C. Silveira

Ari cuidava com dedicação do túmulo de seus antepassados, para agradar sua mãe e conservar os valores da família.
Uma semana antes do dia dos finados, estava tudo reluzente. Ari tinha mandado colocar uma imagem de Santo Antonio, de mais ou menos 25 centímetros de altura, e quatro vasos ornamentais com flores da melhor qualidade.
Qual não foi a surpresa de Ari e sua mãe, dona Sofia, quando depararam com a imagem de Santo Antonio encapuzada por um objeto estranho.
– Ari! O que significa isto aí?
O filho levou um susto. Como explicar para sua mãe, uma senhora austera, que aquilo era preservativo?
– Mamãe, talvez a zeladora do túmulo tenha colocado para conservar o polimento do metal.
– Meu filho! Não brinque comigo, eu sei muito bem que isto é um preservativo. Que falta de respeito com o santo.
– Não moço! Não senhora! Isto é uma bexiga de aniversário, aqueles balões que depois de cheio as meninas fazem cachorrinhos e flores, entre outros atrativos para crianças, falou uma jovem, que não era mais tão jovem assim, que saia detrás do túmulo toda tremendo com medo por ter sido descoberta.
– Eu venho aqui ao cemitério rezar para meus antepassados me ajudarem a formar uma família, pois os idosos já se foram e os meus contemporâneos já formaram as suas.
– Explique-se melhor! Vamos. O Santo...
– Calma. Estava rezando para o Santo Antonio e admirando a imagem tão linda e reluzente, quando, está vendo esta árvore aqui em frente? Então, um inconveniente pássaro deu uma “cuspida” bem em cima do santo. Eu limpei com meu lenço, veja só a sujeira, quando peguei o lenço vi o balãozinho dentro da minha bolsa e tive a ideia de proteger o Santo, mas jamais pensaria parecer outra coisa! Mil desculpas e foi tirando a cobertura do Santo.
– Calma moça, não precisa ficar apavorada, a minha mãe já entendeu. Como é mesmo o seu nome? Onde você mora?
Então Dona Sofia tirou o rosário da bolsa e começou a agradecer a Santo Antonio por mais um milagre, seu filho haveria de desencalhar.

Nenhum comentário: